Flup denuncia o Genocídio da População Negra com Desfile Impactante

A FLUP e o Instituto Zuzul Angel organizaram o desfile de modativismo Preta-Porter, com uma denúncia sobre o genocídio negro, durante a 7° edição do evento no Rio de Janeiro. A apresentação ocorreu na Biblioteca Parque Estadual, na Pequena África, no dia 06/11/2018 e contou com a presença de cerca de 700 pessoas. (FONTE ALMA PRETA)

Para quem não conhece, a FLUP foi criada em 2012 com o objetivo de ser um espaço de formação de novos leitores e autores na periferia das grandes cidades brasileiras. Em 2018, chega a sua 7ª edição com temas que vão pautar o nosso ano até a grande festa marcada para novembro, no Cais do Valongo: a negritude brasileira - com as imprescindíveis lembranças da Diáspora e o esperançoso olhar para o futuro proporcionado pela geração de negros a chegar ao mercado de trabalho, depois de ser qualificada pelas universidades.

MODATIVISMO - VIDAS PRETAS IMPORTAM!

O desfile Preta Porter foi emocionante e rico, inspirado no desfile/protesto da Zuzu Angel, que denunciava as arbitrariedades praticadas pela ditadura à imprensa e a órgãos internacionais em 1971.

Veja um pouquinho das fotos que tiramos lá!

Fotos:Luana Cooper